quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Ainda faço questão de ser Humano...

 


Quer um milhão de motivos pra não querer ser humano? É fácil, agora mesmo ligue seu aparelho de TV em qualquer canal que esteja num tele jornal, você terá muitos motivos pra não querer pertencer a essa raça de criaturas egoístas. As pessoas se trancam em seu mundo, no mais alto grau de egocentrismo e de lá elas vão crescendo, mas não pense que é pra ficar bem, estar feliz consigo mesma e com as outras pessoas, na maioria das vezes é pra estar num grau mais alto que a maioria, pra ter uma sensação de autoridade, sentir-se importante, ou superior, e sinceramente, eu não sei por que essa idéia que está diretamente ligada ao modo capitalista de enxergar as coisas, ganha mais adeptos a cada dia, as mídias em geral tem uma importante parte nesse processo,  já que a todo o momento te induzem a comprar, transformando essas pessoas egoístas e inconscientemente capitalistas, também em consumistas, além das mesmas mídias estarem a todo o momento ditando uma nova moda, uma nova tendência, o que torna essas pessoas egoístas, capitalistas e consumistas pessoas burras sem nenhuma chance de descordar por pura lógica, porque tendem a gastar tudo que conseguiram com a nova tendência, sendo que semana que vem essa tendência não é mais tão atual, obrigando esses seres robotizados a se atualizarem por mais uma semana, e depois por mais uma semana, assim vai, e eu podia continuar nesse raciocínio e eu passaria a o dia todo aqui, falando em como as pessoas tendem a se tornar mesquinhas e cruéis quando descobrem que o dinheiro sempre vai ser pouco, e que elas nunca vão ser muito , mas como apontei no titulo do texto, “Ainda faço questão de ser humano”, pelo fato de não ter outra saída, eu não vejo alternativa a não ser acreditar que um dia tudo pode ser melhor, mesmo tendo tanta coisa e tanta gente que não estão interessadas em um mundo mais sensível e racional, por que isso não dá dinheiro ou poder, mas ainda consigo chorar lembrando de momentos bons, ainda fico triste quando uma pessoa que eu conheço não ta tão legal, ainda fico feliz quando vejo alguém que nem conheço feliz da vida, com um sorriso que não cabe na cara estampado, não tem como não ficar de boa , esse é o sopro que me faz acreditar no ser humano, gente besta mesmo, besta por acreditar na utopia de um mundo melhor, e acreditar que um gesto de amor pode transformar a vida de muitas pessoas, um bom exemplo pode mudar muitas vidas, e eu não estou falando do bem generalizado que tem a ver com ética, dogmas, ou padrões pré-fabricados e estabelecidos de como ter uma vida melhor, não estou falando de religião por mas que acredite que exista um lado espiritual nisso tudo, as pessoas falam muito de Jesus cristo, tentando desenhar um perfil de como ele tenha sido e de como nós podemos se parecer com ele, eu não sou nem religioso mas pelo pouco que li da história da historia de cristo de maneira isolada, não poderia resumir sua passagem na terra com outra palavra que não fosse amor, nem em uma frase que não seja amor ao próximo,afundar em dogmas e doutrinas não tem livrado as pessoas de males maiores que o pecado, prefiro prestar atenção nas coisas simples da vida, nas pessoas que estão ao meu lado, no presente que recebo todo dia, das pessoas que aparecem do nada e em pouco tempo deixam sua vida mais legal... e com vontade de deixar tudo melhor, acreditar nessa mudança é o começo, e já é inspirador.


Renato Russo uma vez entre uma música e outra de um show que eu não me lembro qual disse: "Às vezes as coisas ficam tão difíceis, que a vontade que a gente tem é de sumir... a gente sempre pode tentar a vida em outro lugar... E a gente sempre pode ser feliz, sabia?”, é algo assim, porque faz tempo que ouvi.






Bob, Muita luz...    


7 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Também acredito que o mundo pode ser bem melhor... mas isso requer olhar menos para o próprio umbigo, e enxergar o quanto existem (ainda)umas poucas pessoas bondosas dispostas a compartilhar essa maravilha que é a bondade!

    ResponderExcluir
  3. concordo, se pensassemos no coletivo tuso seria mais suportavel, e existem pessoas que tem uma mente tão aberta que não cabe só seu mundo dentro, todos somos luz, e vinhemos da mesma luz... Beijos moça

    ResponderExcluir
  4. OBRIGADO pela suas observações nos comentários do "É necessário saber"...Irei colocar seu blog nas referências de sites do meu blog. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. "As pessoas se trancam em seu mundo, no mais alto grau de egocentrismo e de lá elas vão crescendo, mas não pense que é pra ficar bem, estar feliz consigo mesma e com as outras pessoas, na maioria das vezes é pra estar num grau mais alto que a maioria..."
    O texto é Muito bom, só cuidado pra não generalizar tanto assim, sabe Bob certas pessoas se trancam no mundo indivudual, por que se sentem bem assim, ou talvez por medo de partilhar da mesma sujeira do seculo XXI,talvez até elas sejam felizes sim, trancadas dentro do seu proprio mundo,ditando suas proprias regras, é preciso ser justo e deixar que as pessoas escolham por que caminho devem andar!

    ResponderExcluir
  6. Claro Mirian, foi mal se passei a ideia de generalizar, mas por isso que eu coloquei o termo "a maioria das vezes", não é sempre, nem com todo mundo, eu mesmo vivo trancado no meu mundo e estou crescendo com isso, mas eu quero é que todo mundo fique grande, todo mundo de boa e num grau elevado de conciência, imagine, todo mundo crescendo a ponto de respeitar o jeito e o tamanho do outro, ia ser foda...

    relaxe menina, eu sei que existem as excessões

    ResponderExcluir
  7. seu texto é bem interessante. na verdade é o que eu mais penso. temos que mudar e já, abandonar os prazeres do consumismo, deixarmos de sermos escravos desse sistema para preservarmos o mundo e as gerações que estão por vir, ou morreremos consumindo sem se preocupar com o amanha. eu precisava conheçer pessoas que pensam assim, estou muito obsecado nisso.

    ResponderExcluir